Jurubeba com seu amargor e diversas propriedades terapêuticas

Jurubeba (Solanum sp.) é nativa das Américas, encontrada desde a Guiana até o Rio Grande do Sul; conhecida também por velame, jurubeba-verdadeira, jupeba, juribeba, jurupeba, gerobeba e joá-manso. Seu nome é de origem tupi, “yú”, espinho e “peba”, chato.

Usada pelos índios desde tempos antigos, na medicina popular, para alívio dos males do fígado e estômago. Para o gado bovino ela apresenta propriedades tóxicas, que podem levá-lo a morte.

Cultivo da Jurubeba

Ela é uma planta invasora sendo encontrada em áreas cultivadas com culturas anuais e perenes, pastagens, terrenos baldios e beira de estradas.

Ela pode chegar até três metros de altura, pouco exigente em relação ao solo, temperatura e propaga-se por suas sementes ou brotos. Seus frutos são redondos e ficam enegrecidos quando amadurecem; além de possuírem gosto bem amargo.

Possui aproximadamente 1.500 espécies perenes, arbustos, árvores e trepadeiras, sendo um dos mais numerosos do mundo; além de encontrada em diversos continentes.

Propriedades da Jurubeba

Ela possui diversas propriedades terapêuticas tais como tônica, desobstruente, digestiva, descongestionante, diurética, cicatrizante, antidiabética, aperiente e laxante.

Os princípios amargos da planta aumentam a secreção de suco gástrico e entérico, melhorando o processo da digestão.

Benefícios da Jurubeba

Ela é ingerida em forma de infusão, na medicina popular, para alívio de má digestão, flatulência, doenças do fígado e para as temíveis ressacas.

Em algumas regiões do Brasil, os frutos e folhas são colocados em aguardente, que após um tempo de infusão, é ingerido em pequenas doses, para garantir a saúde do fígado e para prevenção de outros males; além de ajudar na cicatrização de feridas.

Onde encontrar a Jurubeba?

Ela é facilmente encontrada em terrenos baldios, pastagens, em hortas domésticas, em feiras livres e mercados municipais, pois é muito conhecida na medicina popular, cujo conhecimento é passado de geração em geração.

As plantas medicinais não substituem o acompanhamento médico e em altas doses podem ser prejudiciais à saúde.

Jurubeba

Jurubeba

Jurubeba

Jurubeba

Be the first to comment on "Jurubeba com seu amargor e diversas propriedades terapêuticas"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.