Tambueiro, artefato de couro essencial ao carro de boi

Provavelmente, você leitor, que nunca morou na zona rural e vivenciou o uso de carros de boi para transporte de mercadorias; o que era muito comum no interior até meados dos anos 1980, a palavra tambueiro é completamente desconhecida para você. E, logicamente, a peça e sua função habitam o campo do inimaginável.

Descrição

O tambueiro é um artefato feito em couro trançado e curtido, usado para prender a canga ao cabeçalho, com mais ou menos 5 m a 5,5 m de extensão.
A canga é uma peça de madeira, onde se colocam os canzis, de modo a formar um nicho onde o pescoço do boi se encaixa.

O cabeçalho é a peça de madeira, comprida, à frente da mesa que compõe o carro de boi. E é exatamente aí que aparece o tambueiro.

Tambueiro, canga e canzil. Foto: Evandro Marques

A peça é de fundamental importância ao funcionamento do carro de boi, pois, possibilita que a força de tração exercida pelo animal seja usada para a locomoção do carro.

Para garantir que a canga não solte do cabeçalho no momento em que os bois fazem força, o tambueiro deve ser passado em 3 voltas em cada um dos 4 buracos, que existem na canga  (a foto acima mostra isso muito bem).

Importância

Canga, canzil e tambueiro. Na foto, um tambueiro novo pendurado ao canzil. Foto: Evandro Marques

Para se ter uma ideia de quão comum era o uso de carros de boi no passado, há várias letras de músicas sertanejas com citação das peças que o compõem.

Em uma delas, intitulada “Pioneiro do Sertão”, gravada por Dino Franco e Moraí e, também, por Liu e Léo; o autor relembra o tempo em que os carros de bois eram soberanos nas estradas de chão batido do país. E, nesta canção, o tambueiro é integrante da letra.

Be the first to comment on "Tambueiro, artefato de couro essencial ao carro de boi"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.