Coruja-buraqueira, curiosa e bela coruja de hábitos diurnos

Rate this post

Dentre as aves que mais chamam a atenção dos olhares curiosos, as espécies de coruja se destacam por sua beleza e por suas habilidades de caça. Seja a imponente coruja-de-igreja, ou a tímida corujinha-do-mato, essas aves são extremamente curiosas e inteligentes, sendo o símbolo da deusa Atena, que na mitologia grega é considerada a deusa da inteligência. Mas, você sabia que existe a coruja-buraqueira (Athene cunicularia), cujo nome científico é uma homenagem a essa divindade? Também chamada de caburé e coruja-mineira, essa corujinha é muito esperta e pode ser vista predominantemente durante o dia.

Coruja-buraqueira (foto: http://www.portal.zoo.bio.br/media617)

Características gerais da espécie

Essa belíssima ave é uma das representantes da ordem Strigiformes, onde estão classificadas as corujas; que são aves de rapina extremamente espertas e inteligentes, com excelente capacidade de visão e de voo. Contudo, em comparação com outras espécies, a coruja-mineira é uma ave de porte relativamente pequeno, que chega a cerca de 26 centímetros de comprimento, sendo os machos levemente maiores e mais pesados que as fêmeas, chegando a um peso de até 300 gramas.

Com uma cor mais amarronzada, possui alta capacidade de camuflagem em meio à vegetação das árvores nas quais se escondem, sendo que a coloração das fêmeas é um pouco mais escura. De cabeça bem arredondada e olhos que se situam em um mesmo plano, essa espécie também possui grande capacidade de virar a cabeça para poder enxergar em diversas regiões em três dimensões com seus olhos bem amarelados e bem aguçados.

Contudo, para a caça de suas presas, a visão não é a única estratégia utilizada por essa espécie para localizá-las; de modo que a audição também é muito eficiente. Isso se deve ao fato de que corujas apresentam um disco facial que atua como uma antena, que direciona as ondas sonoras para o ouvido; fazendo com que a localização fique ainda melhor.

Coruja-mineira (foto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Athene_cunicularia_1_edited.JPG)

Hábitos da Coruja-buraqueira

Como o próprio nome sugere, essa ave é encontrada vivendo principalmente em buracos que conseguem encontrar em árvores, ou que também são capazes de cavar. Vale ressaltar também que é uma das poucas que são ativas durante o dia, sendo que seu período de maior atividade é o período crepuscular; e que essa espécie é terrícola, sendo frequentemente visualizada no solo de áreas de cerrado, campos e planícies, embora seja encontrada também em áreas urbanas.

Por ser uma típica ave de rapina, a coruja-buraqueira é um animal carnívoro, que se alimenta preferencialmente de roedores, marsupiais, morcegos e insetos, como besouros, gafanhotos e abelhas. Todavia, vale lembrar que se trata de uma espécie generalista, capaz de se alimentar de diferentes animais conforme a disponibilidade da estação em questão.

Já em termos reprodutivos, a coruja-mineira faz seus ninhos em buracos de cupinzeiros, ou de tatus, de modo que tanto o macho quanto a fêmea colaboram para a construção adequada do ninho para seus filhotes. A partir daí, nos meses de outono, a fêmea bota em torno de 8 ovos, que são incubados por 30 dias exclusivamente pela fêmea. Contudo, o macho possui papel de proteção e também é o responsável pela captura de alimentos para os filhotes, que podem sair do ninho com 40 dias após o nascimento. Após cerca de 55 dias, eles podem sair e caçar pequenos insetos, mas devem se atentar aos sinais dos pais para o momento de entrada no ninho.

Be the first to comment on "Coruja-buraqueira, curiosa e bela coruja de hábitos diurnos"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.