Cobras-de-duas-cabeças, animais que despertam curiosidade por onde passa

Rate this post

As cobras-de-duas-cabeças, também chamadas de anfisbenas, são répteis bem diferenciados que habitam algumas regiões brasileiras. Presente principalmente em áreas tropicais e subtropicais, são encontradas frequentemente no Cerrado, e em quase todos os continentes. Embora em muitos locais esse animal seja conhecido como cobra-cega, é importante ressaltar que são espécies diferentes; a começar pelo fato de que as anfisbenas são répteis, ao passo que as cobras-cegas, também chamadas de cecílias, fazem parte do grande grupo dos anfíbios.

Amphisbenidae (foto: S. Rios – http://www.pybio.org/13706/amphisbaenidae/)

Descrição geral das espécies

No que se refere à classificação desses animas, deve-se ressaltar que, tal como as serpentes e os lagartos, as espécies da família Amphisbenidae são representantes da ordem Squamata; que compreende animais ectotérmicos, ou seja, cuja regulação da temperatura depende do ambiente em questão, e que possuem o hemipênis, um órgão copulador duplo presente nos indivíduos machos.

Já as anfisbenas, de modo geral se caracterizam, como o próprio nome sugere, por apresentarem duas regiões do corpo semelhantes a cabeças. Mas isso faz sentido? Sabe-se que não. Essa confusão se deve ao fato de que sua cauda é bem curta e mais arredondada, e comumente considerada como uma cabeça; o que não é verdade. Assim como as serpentes, tais como urutu-cruzeiro, jararaca-pintada, dentre outras, as cobras-de-duas-cabeças não possuem membros e possuem o corpo vermiforme.

Contudo, é importante ressaltar também que nesses animais, ao contrário das serpentes em que a locomoção se dá por rastejamento; as anfisbenas possuem uma locomoção sanfonada. Além disso, fica evidente a presença de anéis em seu corpo, chamados de annuli, bastante semelhantes aos encontrados em anelídeos, como as minhocas; e também a presença de um focinho em formato de cunha, que se mostra como uma adaptação à escavação.

Anfisbena (foto: https://es.wikipedia.org/wiki/Amphisbaenia)

Hábitos das cobras-de-duas-cabeças

As espécies da família Amphisbenidae são espécies tipicamente escavadoras, que vivem principalmente no subsolo ou em áreas extremamente úmidas. Desse modo, fica mais fácil compreender o fato de seus olhos serem bastante reduzidos, a dureza de seu crânio para evitar demasiado atrito, além do focinho em cunha.

Assim como diversos outros répteis, as anfisbenas são animais carnívoros, que se alimentam tanto de invertebrados, como insetos e pequenos vermes. Ah, e vale ressaltar que, embora não seja um animal peçonhento, deve-se ter bastante cuidado com a cobra-de-duas-cabeças, visto que seus dentes são bem afiados, e sua mordida é extremamente forte. Além disso, quando se sente ameaçada, é comum que ela levante tanto a cabeça quanto sua cauda para confundir o predador, ou ainda realize a autotomia, que é a perda de um pedaço da cauda, que serve como distração para seus predadores.

Amphisbena darwinii (foto: Gustavo Fernando Durán – https://www.ecoregistros.org/site/imagen.php?id=65703)

Be the first to comment on "Cobras-de-duas-cabeças, animais que despertam curiosidade por onde passa"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.