Veado-mateiro, tímido habitante das matas brasileiras

Rate this post

O veado-mateiro (Mazama americana), também conhecido como veado-vermelho e guatapará, é um dos cervídeos mais conhecidos do Brasil. Distribuído por grande parte da América do Sul, desde a Venezuela até a Argentina, esse mamífero é encontrado em quase todas as regiões brasileiras, sendo um habitante tímido de regiões de matas e savanas; além de áreas de florestas.

Veado-mateiro (foto: https://ala-bie.sibbr.gov.br/ala-bie/species/262097)

Descrição da espécie

O veado-vermelho é um representante do grupo dos mamíferos, cujos representantes, dentre outras características, compartilham da presença de pelos recobrindo o corpo; e também da presença de glândulas secretoras de leite para a amamentação de seus filhotes. Dentro desse grupo, existe a ordem Artiodactyla, em que se encontram diversos animais de casco, como os cervídeos; grande família que abrange belíssimas espécies como o cervo-do-pantanal.

Desse modo, o veado-mateiro é um animal de casco, que apresenta número par de dedos nas patas; e que possui um tamanho médio de 1,5 metro de comprimento, sendo que sua altura pode atingir os 80 centímetros, e seu peso até 40 kg. Além disso, como seu próprio nome popular indica, sua coloração é mais avermelhada, podendo apresentar tons mais ferrugíneos a depender do indivíduo.

Assim como os demais cervídeos, essa espécie se caracteriza pela presença de chifres, que são estruturas derivadas do crânio recobertas por uma camada espessa de pele, também chamada de veludo. Ao contrário dos cornos, estruturas presentes em vacas e bois, os chifres do veado-mateiro se ramificam constantemente, principalmente em razão da ação do hormônio masculino testosterona; e periodicamente, são perdidos.

Veado-vermelho (foto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Veado-mateiro)

Hábitos do veado-mateiro

Esse mamífero possui hábitos diurnos, quando é encontrado solitário por entre as matas e florestas. De hábito herbívoro, se alimenta tanto de frutos, quanto de flores, e até mesmo gramíneas; sendo frequentemente encontrado em plantações de cana e feijão. Vale ressaltar também que são animais que vivem preferencialmente perto de locais com água, visto que são capazes de fugir de seus predadores através da natação.

Já no que se refere à reprodução, o veado-vermelho, embora seja solitário, durante o período reprodutivo pode ser encontrado aos pares. A partir daí, a gestação da fêmea dura em torno de 7 meses, e normalmente origina apenas 1 filhote; que assim como outros animais ungulados, como a anta, apresenta coloração críptica. Desse modo, o filhote apresenta manchas em sua pele, com o objetivo de facilitar sua camuflagem, e, consequentemente, a defesa contra predadores.

Be the first to comment on "Veado-mateiro, tímido habitante das matas brasileiras"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.