Tiê-sangue, considerada a ave símbolo da Mata Atlântica

Rate this post

O tiê-sangue (Ramphocelus bresilius), também conhecido como tiê-fogo, sangue-de-boi e japiranga, é uma ave endêmica do Brasil, símbolo da Mata Atlântica. Reconhecido nacionalmente por sua bela plumagem, essa ave faz parte da ordem Passeriformes, dentro da qual estão inseridas outras bela aves; tais como o belíssimo canário-da-terra. Por ser um pássaro que é encontrado exclusivamente no Brasil, o tiê-sangue é encontrado em diversas regiões brasileiras; passando pelos estados do Nordeste; pelo leste de Minas Gerais; chegando até o estado do Rio Grande do Sul.

Tiê-sangue (foto: https://commons.wikimedia.org/)

Descrição

Seu nome científico já o descreve bem, tendo o significado de “pássaro brasileiro com o bico côncavo”. Além disso, possui um peso médio em torno de 30 gramas, e um comprimento que pode chegar a 19 centímetros. Todavia, uma característica que o distingue dos demais pássaros, e que chama a atenção dos amantes de pássaros é sua cor extremamente avermelhada nos machos. Isso porque a espécie apresenta dimorfismo sexual, ou seja, a fêmea e o macho apresentam características que os distinguem fisicamente.

Desse modo, como em grande parte das espécies de aves, o macho apresenta-se mais pomposo e colorido; de modo a atrair a fêmea para o acasalamento. Sendo assim, apresenta plumagem com cor vermelha muito intensa; a cauda e a região das asas são de coloração preta; e há uma porção esbranquiçada na região localizada abaixo da mandíbula. Já a fêmea, por sua vez, apresenta cores bem menos chamativas, com uma coloração mais amarronzada; com a região do peito mais alaranjada. Vale ressaltar também que as formas mais jovens, inclusive dos machos, apresentam coloração bem parecida à das fêmeas.

Como vive o tiê-sangue?

Tiê-sangue fêmea (foto: https://br.pinterest.com/pin/643240759262685144/)

Com seu bico côncavo, o sangue-de-boi é uma espécie frugívora, ou seja, que se alimenta predominantemente de frutos; tendo uma preferência maior pelos frutos de árvores como a embaúba, a aroeira. Todavia, também se alimenta de pequenos invertebrados, e do néctar de algumas flores. Vale lembrar que, em cativeiro, sua alimentação deve ser feita com algumas leguminosas, tais como feijão e ervilha; mas também com verduras, mamão, maçã, dentre outros alimentos.

No que se refere à reprodução, o tiê-sangue é uma ave que atinge a maturidade sexual em torno dos 12 meses de idade; tendo seu período reprodutivo principalmente no verão. Nessa época, há a construção do ninho utilizando-se principalmente algumas fibras, como a de sisal e a de coco; no qual a fêmea irá colocar em torno de 2 a 3 ovos, os quais são chocados por 13 dias. Após o nascimento dos filhotes, tanto a fêmea, quanto o macho dão suporte e nutrem sua prole, que se torna independente com aproximadamente 40 dias de vida. Ressalta-se, contudo, que essa espécie pode viver tanto aos pares, quanto em pequenos grupos.

Be the first to comment on "Tiê-sangue, considerada a ave símbolo da Mata Atlântica"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.