Andorinha: bela ave símbolo da música sertaneja raiz

Uma das aves mais populares no ambiente urbano é a andorinha, uma ave pequenina, mas que chama a atenção por seu voo e por sua beleza. Encontrada principalmente entre as regiões sul, sudeste e centro-oeste, a espécie Pygochelidon cyanoleuca também pode ser visualizada em outras regiões da América, partindo da Costa Rica até o sul da Argentina.

Casal de andorinhas (foto: Ângela Quinelato – www.coisasdaroca.com)

Características gerais da espécie

Assim como diversas outras aves bem conhecidas no território brasileiro, a andorinha é uma representante do grupo dos Passeriformes; tal como o tiê-sangue, a rendeira e o sanhaço-de-fogo. Uma das características que a tornam bem fácil de ser reconhecida é o seu tamanho, que não passa dos 12 centímetros, e seu peso, que é de cerca de 12 gramas.

Além disso, sua coloração é algo realmente impressionante, visto que, embora muitas pessoas pensem que se trate de um pássaro preto e branco, na verdade sua região dorsal possui tons de azul marinho metálico, em contraste com o ventre branco. Desse modo, um ponto que diferencia essa espécie das demais, além de seu tamanho, é a clara divisão de tons da sua penugem, que torna a espécie bem característica.

Andorinha (foto: Ângela Quinelato – www.coisasdaroca.com)

Hábitos da Andorinha

Tal como grande parte dos pássaros brasileiros, a andorinha se alimenta preferencialmente de insetos, necessitando de uma média de 1.500 por dia para se satisfazer! Pois é bastante coisa mesmo! Dentre seus preferidos, encontram-se os cupins e as formigas voadoras, dos quais se alimentam inclusive durante o voo. Contudo, é importante ressaltar a influência dos inseticidas sobre as andorinhas, visto que muitas acabam sendo envenenadas e chegam a óbito.

Como já dizia o Trio Parada Dura, a andorinha é uma ave migratória, que é facilmente visualizada tanto na zona rural quanto na zona urbana, onde fica pousada sobre fios elétricos, telhados e afins. Seus ninhos normalmente são construídos em buracos já existentes, ficando bem próximos uns aos outros. Após a construção, que também é feita com penas e galhos, a fêmea põe de 3 a 5 ovos, e os incuba por 14 dias, enquanto o macho é responsável pela alimentação. Após a eclosão dos ovos, o casal cuida de seus filhotes por cerca de 1 mês, quando podem sair do ninho para caçar seu próprio alimento.

Andorinha (foto: Ângela Quinelato – www.coisasdaroca.com)

Be the first to comment on "Andorinha: bela ave símbolo da música sertaneja raiz"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.