Origem do frango com quiabo, iguaria preferida pelos mineiros

A origem do frango quiabo é incerta, uma vez que a culinária brasileira recebeu contribuições de vários povos, que ajudaram na formação e colonização do País.

O prato típico é tradicional da culinária mineira e sua origem remete ao século XIX, época em que o estado de Minas Gerais passava por dificuldades no transporte de mercadorias alimentícias, provenientes de outros estados do país. Como a galinha caipira e o quiabo, ingredientes utilizados para essa receita, eram facilmente encontrados no estado, se popularizam entre os mineiros.

Galinha Caipira

Galinha Caipira (foto www.coisadaroca.br – Evandro Marques)

Preparação

A preparação da comida típica sofreu influência de várias culturas, entre elas a indígena, africana e portuguesa; reflexo da diversidade encontrada em nosso país.

A cozinha mineira é caracterizada por não utilizar temperos fortes, mas de caprichar no limão e na cachaça para preparo de carnes; além de pouco sal e pouca gordura, que é utilizada apenas para refogar os alimentos.

O frango com quiabo é um ensopado, tipo de comida característica da culinária portuguesa, que foi trazida para o Brasil pelos colonizadores.

Frango com quiabo

Frango com quiabo (foto www.coisasdaroca.com – Evandro Marques)

Os ensopados eram preparados pelos colonos com carne de animais de caça ou animais criados em sítios e fazendas, como galinhas e porcos.

Acompanhamento

Geralmente, eles eram acompanhados de farinha de mandioca, outro alimento típico da culinária nacional, de origem indígena. A farinha de mandioca tornou-se acompanhamento obrigatório do frango com quiabo, numa preparação que os mineiros chamam de angu ou papa sem sabor.

Quiabo

Quiabo (foto www.coisasdaroca.com – Evandro Marques)

Outra iguaria que acompanha o prato é o angu de milho, muito popular entre os mineiros e herança trazida pelos africanos e italianos, que o conhecem como polenta.

Modo de preparação

O quiabo mineiro é sem baba e bem refogado, de forma que fique bem sequinho para ser adicionado ao frango  previamente cozido e temperado a gosto, com sal, cebola e pimenta.

O frango precisa ser bem cozido e acrescido do quiabo sem baba. A mistura recebe água fervente para que o quiabo incorpore sabor à carne e fervida para que o caldo ganhe consistência e fique ligeiramente cremoso.

A cozinha mineira é rica e muito diversa; e uma das características do mineiro é receber bem e com mesa farta, com diversidade de quitandas e quitutes.

Be the first to comment on "Origem do frango com quiabo, iguaria preferida pelos mineiros"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.