Origem e utilização da planta Aguaí

Aguaí (Chrysophyllum viride) encontrada em quase toda a Mata Atlântica brasileira, com ampla ocorrência  nas regiões sudeste e sul do Brasil. A planta está reunida em mais de 30 espécies, das quais 14 são endêmicas.

Ela é conhecida por vários nomes tais como cacheta, caixeta, caixeta amarela, caxeta, caxeta amarela (Paraná e Santa Catarina) e Massaranduba (São Paulo).

Aguaí

Aguaí (foto http://www.ufrgs.br/fitoecologia/florars/open_sp.php?img=994)

Descrição

É uma planta arbustiva e pode alcançar até 7 metros de altura e possui textura lenhosa. Há algumas espécies, que podem chegar até 30 metros.

Ela produz folha inteira, linear, lanceolada, cuja margem inteira distribui-se ao longo do caule de forma alternada.

Produz flor com coloração creme e exala perfume, que atrai vários insetos. Outras espécies de Chrysophyllum possuem cores vermelhas (Chrysophyllum marginatum) e amarelas (Chrysophyllum gonocarpum). Elas florescem no período de outubro a janeiro.

O fruto é elipsoide, liso, com casca amarela, polpa mucilaginosa e doce, com 2 a 5 sementes chatas, com finalidade comestível, além de muito apreciado por aves. Amadurece nos meses de agosto a dezembro. A árvore propaga-se por meio de sementes e mudas.

Serve para quê?

Aguaí

Aguaí (foto http://www.ufrgs.br/fitoecologia/florars/open_sp.php?img=3113)

A árvore possui elevado valor econômico, pois na década de 60 foi largamente extraída, principalmente no Estado de Santa Catarina, pela indústria madeireira para produção de compensados e sarrafos.

Sua madeira, é relativamente pouco resistente a pragas, sendo utilizada para confecção de alguns brinquedos e embalagens.

Ela é indicada ainda para área de reflorestamento, pois possui moderado crescimento e é pouco exigente em relação às variações climáticas, mas tem preferência por locais mais úmidos. A seiva extraída da planta possui teor de toxicidade sendo perigosa para as crianças.

Be the first to comment on "Origem e utilização da planta Aguaí"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.