Lenda do Açaí, emocionante tradição folclórica da região Norte

Rate this post

A lenda do Açaí é uma das tradições folclóricas da região Norte, que busca explicar a origem dessa palmeira, tão importante para as comunidades locais. Assim como as lendas da Vitória-régia e do Guaraná, essa história faz parte da cultura indígena da região Amazônica.

Lenda do Açaí

Reza a lenda que, há muitos anos atrás, no interior da Floresta Amazônica, mais especificamente próximo à região de Belém, havia uma tribo indígena muito populosa; como havia muitas pessoas para serem alimentadas, o alimento conseguido na caça e na pesca foi se tornando insuficiente. Desse modo, Itaki, cacique da tribo, tomou uma decisão que, embora drástica, reduziria o problema da fome no local: a partir daquele dia, todas as crianças nascidas no local deveriam ser sacrificadas.

Açaizeiro (foto: Evandro Marques – www.coisasdaroca.com)

Itaki, entretanto, tinha uma filha, que se chamava Iaçã. Após um certo tempo, Iaçã engravida e dá à luz a uma linda menina, a qual deveria ser sacrificada para validar a regra de seu avô. Sendo assim, sua filha é sacrificada, e a índia fica extremamente triste, e passa a não sair de casa; somente permanecia dentro da oca chorando de saudades. Desesperada com a ideia que seu pai tivera para salvar a tribo, Iaçã pediu ao deus Tupã que fizesse com que Itaki encontrasse um outro modo de evitar a fome; sem que mais crianças fossem mortas. Sensibilizado com a história da índia, Tupã decidiu ajudar.

Em uma noite, Iaçã ouviu um choro de criança do lado de fora de sua oca, e ao sair, viu a imagem de sua filha ao lado de uma palmeira. Sem pensar, a índia foi correndo ao encontro da criança para abraçá-la, mas ao chegar lá, sua filha desapareceu em seus braços. Após passar a noite inteira abraçada à palmeira, Iaçã morre e é encontrada pelos outros integrantes da tribo na manhã seguinte. Embora morta, a índia tinha um semblante feliz, e seus olhos fitavam diretamente os frutos negros da bela árvore.

Ao perceber para onde os olhos de sua filha olhavam, Itaki se deparou com os frutos, os quais foram interpretados como bênção. Os frutos foram colhidos e destes foi feito um suco que alimentou a população e acabou com a fome e com os sacrifícios na região. Para homenagear sua filha, Itaki resolve dar o nome de Açaí à palmeira, palavra que ao contrário, vira Iaçã.

Be the first to comment on "Lenda do Açaí, emocionante tradição folclórica da região Norte"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.