O que é a Quaresma? Conheça sua origem e tradições

A Quaresma é um período de 40 dias que antecede a principal celebração do cristianismo: a Páscoa, a ressurreição de Jesus Cristo. Durante esse tempo, os cristãos se dedicam à conversão espiritual, à oração, ao jejum e à caridade, como forma de se preparar para viver o mistério pascal.

A Quaresma tem origem no século IV, quando a Igreja definiu a data da Páscoa e estabeleceu um tempo de preparação para essa festa. Seu início se dá na Quarta-feira de Cinzas e termina na Quinta-feira Santa, antes da Missa do Lava-pés.

A palavra Quaresma vem do latim quadragesima, que significa “quarenta dias”. Esse número tem um significado simbólico na Bíblia, pois remete a vários acontecimentos importantes, como os 40 dias do dilúvio, os 40 anos de peregrinação do povo de Israel no deserto, os 40 dias de Moisés no Monte Sinai, os 40 dias de Jesus no deserto e os 40 dias entre a ressurreição e a ascensão de Jesus. A Quaresma é, portanto, um tempo de provação, de purificação e de renovação da aliança com Deus. Veja mais a seguir.

Quaresma (imagem: Canva)

Quaresma (imagem: Canva)

Como se vive a Quaresma?

A Quaresma é um tempo de graça, de conversão e de mudança de vida. Para isso, a Igreja propõe três práticas penitenciais: a oração, o jejum e a esmola. Essas práticas não são fins em si mesmas, mas meios para nos aproximar de Deus e dos irmãos, seguindo o exemplo de Jesus, que se entregou por amor à humanidade.

A oração é o diálogo com Deus, que nos ajuda a conhecer a sua vontade e a cumprir os seus mandamentos. A oração nos fortalece na fé, na esperança e na caridade, e nos faz crescer na comunhão com Deus e com a Igreja. A oração pode ser feita de diversas formas, como a leitura da Bíblia, a participação na missa, a recitação do terço, a adoração eucarística, a meditação, a contemplação, etc.

O que é o jejum?

O jejum é a abstinência de comida ou de alguma coisa que nos agrada, como forma de sacrifício e de domínio sobre nós mesmos. O jejum nos ajuda a reconhecer a nossa fragilidade e a nossa dependência de Deus, e nos faz mais solidários com os que sofrem. O jejum também nos prepara para a celebração da Eucaristia, em que nos alimentamos do Corpo e do Sangue de Cristo.

A Igreja determina que os fiéis façam jejum na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa, como forma de expressar o seu arrependimento dos pecados e a sua união com a paixão de Cristo. O jejum consiste em fazer uma refeição completa e duas menores, sem carne, durante o dia. O jejum é obrigatório para os maiores de 18 anos e menores de 60 anos, salvo motivo de saúde. Além disso, a Igreja recomenda que os fiéis façam jejum às sextas-feiras da Quaresma, ou que pratiquem alguma forma de penitência, como renunciar a algum entretenimento, a algum vício, etc.

O que é a esmola?

A esmola é a partilha dos bens materiais ou espirituais com os que necessitam, como gesto de amor e de justiça. A esmola nos faz mais generosos, mais fraternos e mais livres do apego às coisas deste mundo. Ela também nos faz participar da obra evangelizadora da Igreja, que assiste aos pobres, aos doentes, aos marginalizados, aos perseguidos, etc.

A esmola pode ser feita de diversas formas, como doar dinheiro, alimentos, roupas, remédios, etc., para as pessoas ou para as instituições que cuidam dos necessitados. Ela também pode ser feita através de gestos de bondade, de perdão, de reconciliação, de visita, de consolo, de oração, etc., para os que sofrem física ou espiritualmente. A esmola é recomendada para todos os fiéis, sem distinção de idade ou de condição.

Qual o sentido da Quaresma?

A Quaresma é um tempo de conversão, de renovação e de esperança. Através das práticas penitenciais, os cristãos se preparam para celebrar a Páscoa, o mistério central da fé cristã, que é a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. A Páscoa é a vitória de Cristo sobre o pecado e a morte, e a sua oferta de vida nova e eterna para todos os que creem nele.

A Quaresma é, portanto, um caminho de seguimento de Cristo, que nos convida a tomar a nossa cruz e a segui-lo até o Calvário, onde ele entregou a sua vida por nós. Mas a Quaresma não termina na cruz, mas na ressurreição, que é a manifestação do amor e do poder de Deus, que nos dá a certeza de que a vida vence a morte, e que o bem vence o mal. A Quaresma é, assim, um tempo de alegria, de gratidão e de louvor a Deus, que nos salvou em Cristo e nos chamou à sua glória.

Be the first to comment on "O que é a Quaresma? Conheça sua origem e tradições"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.