Jacaré-do-papo-amarelo, réptil presente de Norte a Sul do Brasil

O jacaré-do-papo-amarelo (Caiman latirostris) é um réptil presente desde o Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul, além de Bolívia, Paraguai e Uruguai. Nativo da Argentina, esse animal faz parte da ordem zoológica Crocodylia e da família Alligatoridae; nesta, se encontram aligátores, jacarés e caimões. Os répteis desta família têm uma característica em comum, que consiste em ter cabeça e focinho curtos e mais largos.

Jacaré-do-papo-amarelo (foto: https://ruralpecuaria.com.br/tecnologia-e-manejo/criacao-de-animais-silvestres/conheca-o-jacare-de-papo-amarelo.html)

Descrição

O jacaré-do-papo amarelo é um animal que pode chegar a uma idade de aproximadamente 70 anos; e que possui uma cor cujo tom varia do verde musgo ao marrom mais escuro, sendo que, como o próprio nome sugere, tem a região ventral amarelada. Seu comprimento gira em torno de 3 metros, e apresenta pernas curtas; assim como outros indivíduos da família Alligatoridae, possui a cabeça e o focinho largos e curtos; o que garante que esses animais possuam grande força para a captura das presas.

Como vive o jacaré-do-papo-amarelo?

Esse réptil, que vive em regiões alagadas, como lagoas, pântanos e mangues, possui hábito noturno e carnívoro. Desse modo, é um animal que é ativo à noite, sendo que durante o dia, vive preferencialmente em bandos, os quais ficam quietos tomando sol. Isso se deve ao fato de que, assim como os outros répteis e anfíbios, é um animal pecilotérmico, também conhecido como de “sangue frio”. Sendo assim, ao contrário de mamíferos e aves, não mantém sua temperatura constante; o que faz com que sua temperatura corporal dependa da temperatura do ambiente.

Por ser um animal carnívoro, alimenta-se de peixes, mamíferos, aves e até mesmo de outros répteis. Uma curiosidade interessante consiste no fato de que, ao defecarem, suas fezes são alimentos para outros organismos aquáticos; os quais, posteriormente, podem se tornar presas dos próprios jacarés.

Jacaré-do-papo-amarelo (foto: https://www.parquedasaves.com.br/aves/jacare-do-papo-amarelo/)

No que se refere à reprodução, o macho pode copular com várias fêmeas durante o verão, resultando em uma ninhada de até 50 ovos; estes são cuidados pela mãe durante cerca de 80 dias. Vale ressaltar que, assim como as tartarugas, a diferenciação em machos e fêmeas dentro dos ovos se dá em função da temperatura. Sendo assim, até 31ºC, saem fêmeas; até 33ºC nascem machos; e após essa temperatura, podem nascer ambos os sexos. Após a eclosão dos ovos, o macho torna-se responsável pelo cuidado da prole, evitando que seus filhotes sejam predados por outros animais, como as garças.

Risco de extinção

O jacaré-do-papo-amarelo é um animal que está em risco de extinção, fato ocasionado principalmente pela destruição de seus habitats e pela poluição dos rios. Desse modo, cabe a reflexão de como a espécie humana é apática em relação às demais, e de como podemos reverter a situação.

Be the first to comment on "Jacaré-do-papo-amarelo, réptil presente de Norte a Sul do Brasil"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.