Gato-maracajá, belo felino habitante da Mata Atlântica

5/5 - (1 vote)

Dentre os felinos habitantes do território brasileiro, os mais conhecidos são a onça-pintada, a onça-parda e a jaguatirica, que chamam a atenção por sua beleza. Contudo, você sabia que existe uma espécie que é frequentemente confundida com a jaguatirica, mas que não passa do tamanho de um gato doméstico? Pois é! Esse é o gato-maracajá (Leopardus wiedii), também conhecido como gato-pintado ou gato-peludo.

Gato-Maracajá (foto: https://www.ufrgs.br/faunadigitalrs/mamiferos/ordem-carnivora/familia-felidae/leopardus-wiedii/)

Características gerais da espécie

Assim como os demais felinos, esse belo animal é um mamífero da família Felidae, onde além das belas onças, encontram-se os gatos domésticos, leões, tigres e outros animais extremamente imponentes. De coloração dourada, ele apresenta rosetas escuras, que tendem a se fundir formando uma listra que pode ir desde a cabeça até a cauda do animal. Possuem olhos bem grandes, que se destacam principalmente devido à presença do tapetum lucidum, uma membrana que reflete a luz, tal como ocorre com diversos animais quando um farol atinge seus olhos.

Além disso, suas orelhas são bem grandes e possuem um formato mais arredondado, e uma cauda bastante longa. Vale ressaltar também que o gato-maracajá é uma espécie com articulações muito flexíveis, o que lhe confere uma exímia habilidade de escalada de árvores, e principalmente, de descida, que pode ser realizada até de cabeça para baixo.

Gato-peludo (foto: http://www.klimanaturali.org/2011/06/gato-maracaja-leopardus-wiedii.html)

Hábitos do Gato-Maracajá

Encontrado principalmente em áreas de Mata Atlântica e nos Pampas, o gato-peludo vive em áreas de mata, principalmente sobre as árvores; sendo também um animal de hábitos predominantemente noturnos, quando caçam as presas que farão parte de sua dieta. Esta, inclusive, é composta de diferentes tipos de animais, variando entre mamíferos, aves, répteis e anfíbios, uma vez que se trata de um animal carnívoro.

No que se refere à sua reprodução, as fêmeas atraem os machos no período reprodutivo através de um som bem longo, que é logo em seguida respondido pelos machos; com os quais ela pode copular mais de uma vez. Após o acasalamento, ocorre a gestação, tal como nos demais mamíferos, e que dura em torno de 3 meses, resultando em um filhote por vez, o qual necessita de cuidado parental, visto que não abre o olho durante alguns dias, e não consegue ingerir alimentos sólidos antes das duas primeiras semanas. Vale lembrar também que a expectativa de vida média é de cerca de 20 anos.

Be the first to comment on "Gato-maracajá, belo felino habitante da Mata Atlântica"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.