Coral-verdadeira, uma das serpentes mais conhecidas do Brasil

5/5 - (1 vote)

Uma das serpentes mais peculiares e conhecidas do Brasil é a coral-verdadeira, nome que se dá às espécies do gênero Micrurus. Famosas por sua coloração característica, essas serpentes são bastante confundidas com as falsas-corais, que, embora apresentem uma coloração bem parecida com a verdadeira, não apresentam veneno; sendo um clássico exemplo de mimetismo na natureza.

Micrurus corallinus (foto: https://ala-bie.sibbr.gov.br/ala-bie/species/215429)

Características gerais das espécies

As diferentes espécies chamadas de “coral-verdadeira” são répteis classificados dentro da grande ordem zoológica Squamata, onde estão alocados lagartos, serpentes e cobras-de-duas-cabeças. Dentre o grande grupo das serpentes, Micrurus spp. são representantes da família Elapidae; cujas características principais são a ausência de fosseta loreal (pequena fissura na cabeça de algumas serpentes, como a jararaca-pintada, que auxilia na percepção do ambiente), presença de cauda curta e olhos pequenos.

Mas, o que realmente chama a atenção na coral-verdadeira é sua coloração, que apresenta tons de vermelho, laranja, branco e preto; podendo haver variação no padrão de cores a depender da espécie de coral. Além disso, é importante ressaltar que se trata de uma serpente peçonhenta, ou seja, capaz de inocular veneno; de modo que apresenta uma dentição do tipo proteróglifa, em que há pequenos dentes inoculadores que se localizam na porção anterior da boca da serpente.

Uma curiosidade bastante interessante sobre essa serpente consiste no fato de que seu veneno é um dos mais perigosos que existem em nosso território, apresentando atividade neurotóxica; de modo que pode causar insuficiência respiratória, vômitos, além de ser capaz de bloquear o sistema neuromuscular. Contudo, embora o risco de acidentes seja bem alto, há poucos registros de ataques a seres humanos, visto que sua dentição impossibilita o ataque a partes maiores, como a região da perna; além do fato de ser uma espécie que tende a fugir quando encontra seres humanos.

Micrurus lemniscatus (foto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Micrurus_lemniscatus)

Hábitos da Coral-verdadeira

As corais-verdadeiras estão amplamente distribuídas no continente americano, sendo encontradas desde os Estados Unidos até a Argentina; tanto em regiões desérticas, quanto em regiões equatoriais, como a belíssima floresta Amazônica. Tal como as demais serpentes, apresenta hábito carnívoro, se alimentando de mamíferos, aves, dentre outros animais.

Em relação à reprodução, pode ser tanto ovípara, quanto vivípara; ou seja, é capaz tanto de colocar ovos cujos filhotes irão se desenvolver fora do corpo da mãe; embora, a depender da espécie, já dá origem a filhotes que foram incubados dentro do corpo da fêmea.

Acidentes com a Coral-verdadeira

Como já foi mencionado, a coloração das corais é um típico exemplo de mimetismo, de modo que as falsas-corais, que não são peçonhentas, podem “enganar” possíveis predadores. Todavia, embora a falsa-coral não seja peçonhenta, é importante ressaltar que, caso você encontre alguma cobra com padrão coral, saia de perto, ao invés de tentar definir qual tipo de serpente se trata, de modo a evitar possíveis acidentes.

Desse modo, em ambos os casos, caso haja algum tipo de acidente envolvendo cobras corais, é importante procurar ajuda médica; principalmente se o acidente envolver a coral-verdadeira, que deve ser tratada como um caso de urgência.

Be the first to comment on "Coral-verdadeira, uma das serpentes mais conhecidas do Brasil"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.