Cigarras: características e hábitos desse inseto fascinante

As cigarras são insetos alados que pertencem à família dos cicadídeos, que possui mais de 3200 espécies em todo o mundo. Elas são famosas pelo seu canto estridente, que os machos usam para atrair as fêmeas durante o acasalamento. Neste texto, você vai conhecer mais sobre as características e os hábitos desse inseto fascinante, que vive tanto em áreas quentes quanto frias, desde a beira-mar até 3000 metros de altitude.

As cigarras têm um ciclo de vida curioso, que pode variar de 2 a 17 anos, dependendo da espécie. A maior parte desse tempo é passada na forma de ninfa, sob o solo, alimentando-se da seiva das raízes das plantas. Quando estão prontas para se tornarem adultas, elas emergem do solo e sobem nos troncos das árvores, onde sofrem uma metamorfose e trocam de pele. Nessa fase, elas são vulneráveis aos predadores, como pássaros, lagartos e aranhas.

Cigarras (imagem: Canva)

Cigarras (imagem: Canva)

Características desse inseto

As cigarras têm entre 15 e 66 milímetros de comprimento, e apresentam um tom característico de marrom, preto, cinza ou verde, que pode variar de acordo com a espécie. Elas possuem dois pares de asas membranosas, que usam para voar a curtas distâncias. As asas anteriores são maiores e mais rígidas que as posteriores, e têm veias salientes que formam um padrão complexo.

As cigarras também têm cinco olhos, sendo dois compostos e três simples. Os olhos compostos ficam nas laterais da cabeça e são formados por milhares de unidades chamadas omatídeos, que permitem uma visão ampla do ambiente. Os olhos simples, ou ocelos, ficam na parte superior da cabeça e são responsáveis pela percepção da luz. Além dos olhos, as cigarras têm antenas curtas e finas, e um aparelho bucal de sucção, que usam para se alimentar da seiva das plantas.

O canto das cigarras

O canto das cigarras é um dos fenômenos mais intrigantes do reino animal. Ele é produzido pelos machos, que possuem órgãos especiais chamados timbais, localizados na base do abdômen. Os timbais são estruturas semelhantes a tambores, que se contraem e relaxam rapidamente, gerando vibrações sonoras. Essas vibrações são amplificadas por cavidades internas que funcionam como caixas de ressonância.

O canto das cigarras pode chegar a 120 decibéis, algo comparável à decolagem de um avião. Ele serve para atrair as fêmeas e para marcar o território dos machos. Cada espécie de cigarra tem seu próprio canto, que pode variar em frequência, duração e ritmo. As fêmeas respondem ao canto dos machos com um som mais fraco, que indica sua receptividade. O canto das cigarras é mais intenso durante o dia, e pode ser ouvido principalmente na primavera e no verão, que são as estações de reprodução.

A reprodução

Após o acasalamento, as fêmeas depositam seus ovos em fendas que fazem nos ramos das árvores, usando um órgão perfurante chamado ovipositor. Cada fêmea pode colocar de 400 a 600 ovos, que levam de 6 a 10 semanas para eclodir. As ninfas que saem dos ovos caem no solo e se enterram, iniciando um longo período de desenvolvimento subterrâneo.

As ninfas passam por vários estágios de crescimento, chamados instares, e trocam de pele a cada mudança. Elas se alimentam da seiva das raízes das plantas, usando seu aparelho bucal de sucção. Elas também constroem galerias no solo, que permitem a circulação de ar. Quando estão maduras, elas saem do solo e procuram um suporte para se fixar, geralmente um tronco de árvore. Lá, elas sofrem a última muda, e se transformam em adultos. Os adultos têm uma vida curta, que pode durar de 2 a 6 semanas, dependendo da espécie. Nesse tempo, eles se dedicam à reprodução e à alimentação.

Cigarra (imagem: Canva)

Cigarra (imagem: Canva)

Be the first to comment on "Cigarras: características e hábitos desse inseto fascinante"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.