Vespa-do-barro, exótica e curiosa vespa habitante do território brasileiro

Rate this post

Alguns dos animais mais curiosos e diferentes dentre os invertebrados são os da ordem zoológica Hymenoptera, onde são classificadas as abelhas e as vespas. Dentro desse grande grupo, existem abelhas de diferentes espécies, com ferrão ou sem, como a jataí; e vespas belíssimas extremamente habilidosas, como a espécie Sceliphron caementarium. Conhecida também como vespa-taranta, ou vespa-do-barro, esse inseto desperta a curiosidade de muitas pessoas por alguns hábitos bem diferentes, como a construção de seu ninho, e o alimento que oferece a seus filhotes.

Sceliphron caementarium (foto: https://www.wikiwand.com/pt/Sceliphron)

Descrição geral da espécie

Conforme mencionado, a vespa-do-barro é uma espécie da grande ordem de insetos chamada de Hymenoptera, que compreende animais de asas membranosas; os quais constroem seus ninhos utilizando de diferentes materiais existentes na natureza, como cera e barro. De coloração preta, se caracteriza pela presença de diversos desenhos amarelados ao redor de seu corpo, que variam de formato e localização a depender do indivíduo.

Assim como os demais membros da classe Insecta, possui o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome, sendo estes dois últimos segmentos ligados por um longo e estreito pedúnculo. Além disso, apresenta 3 pares de patas 1 par de antenas, e asas; que nesta espécie possui coloração amarronzada. Vale ressaltar também que seu tamanho é relativamente grande, podendo chegar a quase 3 centímetros, de modo que as fêmeas são maiores que os machos.

Vespa-taranta (foto: https://jhr.pensoft.net/article/58659/zoom/fig/11/)

Hábitos da Vespa-do-barro

Essa espécie exótica tem origem na América do Norte, onde se encontra mais ativa nas estações de primavera e verão. Contudo, no Brasil, por se tratar de uma região tipicamente tropical, a vespa-taranta se mostra em plena atividade durante quase todo o ano. Ao contrário de muitas espécies de Hymenoptera, essa espécie é solitária, não havendo a construção de colônias, de modo que a vespa pode ser encontrada em diferentes locais construídos pelos seres humanos.

Mas, o que realmente chama a atenção nessa espécie consiste no fato de que, após a cópula, a fêmea é responsável pela construção do ninho em forma de forno utilizando barro, o que lhe conferiu seu nome popular. Nesse ninho, a fêmea irá armazenar aranhas (em um número que pode chegar a 25 por célula!), preferencialmente da família Araneidae, uma das maiores famílias de aranhas do mundo. Estas são caçadas pelas vespas, que lhe inoculam um veneno capaz de paralisá-las, sem matá-las, e as levam para o ninho, onde ficam armazenadas. Lá, após a eclosão dos ovos depositados pela fêmea, a larva se alimenta dessas aranhas, e continua seu desenvolvimento até a forma adulta.

Vale lembrar também que, as vespas-tarantas adultas podem se alimentar tanto de néctar floral, quanto da hemolinfa destes aracnídeos, que consiste numa espécie de “sangue” que circula no corpo destes invertebrados. Além disso, a vespa-de-barro é bem dócil, de modo que raramente pica humanos, e, quando o faz, seu veneno não causa sérios problemas, sendo uma picada bem indolor.

Be the first to comment on "Vespa-do-barro, exótica e curiosa vespa habitante do território brasileiro"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.