Tambaqui, um dos peixes mais comuns da Bacia Amazônica

Rate this post

O tambaqui (Colossoma macropomum), também conhecido como pacu vermelho, é considerado o segundo maior peixe com escamas existente no Brasil. Encontrado predominantemente na bacia Amazônia, tal como o Pirarucu, esse animal possui ampla distribuição geográfica; sendo habitante das águas de estados do sudeste, centro-oeste e sul do país; o que o torna um dos peixes preferidos na pesca esportiva dessas regiões brasileiras.

Tambaqui (foto: https://www.rondoniadinamica.com)

Descrição

O pacu vermelho é um peixe do grande grupo dos Actinopterygii, ou seja, apresenta como característica principal a presença de raios nas nadadeiras; os quais partem desde a base destas, e são chamados de lepidotríquios. Além disso, na classificação zoológica, esse animal é um reperesentante da ordem Characiformes, possuindo, assim, uma nadadeira adiposa em seu dorso.

Com relação a sua morfologia externa, esse peixe possui coloração parda na região dorsal, e uma cor mais clara na região ventral. Todavia, essa coloração pode variar de acordo com alguns fatores, como por exemplo a cor da água em que ele habita. Além disso, por ser considerado o segundo maior peixe de escamas do país, seu tamanho é algo surpreendente; de modo que seu comprimento pode atingir em torno de 90 centímetros, e seu peso pode chegar a 45 kg. Vale ressaltar, entretanto, que o tambaqui é um animal que sofreu por muitos anos a sobrepesca, de modo que, atualmente, não são encontrados exemplares maiores que 28 kg.

Tambaqui (foto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tambaqui)

Como vive o tambaqui?

Esse animal é migratório, ou seja, realiza migrações tanto reprodutivas chamadas de piracema, quanto para obter alimento. Sendo assim, é um animal onívoro com tendência a frugívoro, ou seja, alimenta-se tanto de proteína vegetal quanto animal, mas opta preferencialmente por frutos. Isso pode ser melhor exemplificado através de sua dentição, a qual é constituída predominantemente por dentes molariformes, que são muito fortes e adaptados à trituração das sementes dos frutos que esse animal ingere.

Durante o período de cheia das águas, esse peixe se desloca para regiões de mata inundada, onde se alimenta dos frutos ou de sementes. Todavia, na época da seca, ocorre a migração dos adultos para águas mais barrentas, onde ocorre a desova; ao passo que os indivíduos mais jovens permanecem em lagos onde se alimentam de zooplâncton; ou seja, proteína de origem animal.

Vale ressaltar, por fim, o tambaqui é um animal cuja carne é muito apreciada em pratos típicos da região de Manaus, o que faz com que sua pesca seja bastante comum nessa região. Todavia, em razão da sobrepesca realizada durante muitos anos, é possível encontrar criadouros dessa espécie para garantir a reprodução dos indivíduos sem interferência da espécie humana.

 

Be the first to comment on "Tambaqui, um dos peixes mais comuns da Bacia Amazônica"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.