Pavãozinho-do-pará, belo pássaro da região amazônica

O pavãozinho-do-pará (Eurypyga helias), também conhecido como pavão-da-várzea é uma ave que habita o Norte e o Centro-Oeste do Brasil. Encontrado predominantemente na Amazônia, esse animal também é muito comum em outras regiões da América Latina; sendo encontrado desde a Argentina até o México. Embora seja uma ave não muito grande, ela desperta a curiosidade de muitos que a observam devido à sua bela coloração, a qual é descrita na tradução de seu nome científico: ave do Sol, com grande cauda.

Pavãozinho-do-pará (foto: Charles James Sharp – Wikipedia)

Descrição

Com um tamanho médio que gira em torno de 50 cm, essa ave é considerada extremamente elegante e charmosa. Conta com um pescoço extremamente fino, que entra em contraste com sua região posterior, visto que sua cauda é bem grande. Sua cabeça é preta, com algumas listras brancas, que se estendem pela região do pescoço. Já na região das asas, sua coloração chama a atenção por ser um mix de cinza, branco, amarelo e marrom, as quais formam uma espécie de estampa; ao passo que na porção inferior, a coloração é branca.

Além disso, essa ave caracteriza-se pela presença de um longo e fino bico, cuja porção inferior é amarela; muito utilizado para capturar suas presas de modo extremamente preciso. Outra curiosidade consiste no fato de que normalmente a coloração do manto do macho é mais escura quando comparada à coloração da fêmea.

Eurypyga helias (foto: Tony Hisgett – Wikipedia)

Como vive o Pavãozinho-do-pará?

O pavão-da-várzea é uma ave que habita regiões mais alagadas, tais como rios e áreas pantanosas; podendo ser encontrada também em áreas de florestas densas. É uma espécie solitária, mas que também pode ser encontrada aos pares, principalmente no período reprodutivo.

No que se refere à alimentação, o pavãozinho-do-pará é uma ave carnívora, a qual se alimenta de pequenos insetos, como moscas, e outros que podem ser encontrados no chão de florestas; mas também é capaz de se alimentar de pequenos peixes, algumas espécies de anfíbios, e até mesmo de crustáceos, como os caranguejos.

No período reprodutivo, essa espécie é encontrada aos pares, cujos integrantes serão responsáveis pela construção do ninho, que se dá normalmente bem próximo à água. Após a cópula, a fêmea põe, então, de 1 a 2 ovos, os quais são chocados por um período médio de 26 dias, tanto pelo macho, quanto pela fêmea. Em seguida, os filhotes permanecem no ninho, onde são alimentados. Além disso, vale ressaltar que os pais são responsáveis pela proteção de sua prole, podendo se fingir de mortos, ou até mesmo imitar um som parecido com o de uma serpente para afastar seus predadores.

 

Be the first to comment on "Pavãozinho-do-pará, belo pássaro da região amazônica"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.