Ganso, animal aquático comum nas roças de várias regiões

O ganso (Anser sp.) é uma ave peculiar, pertencente à família Anatidae, à qual também pertencem animais conhecidos, como marrecos e os patos. Bastante comum nas roças brasileiras, o ganso pode chegar a 40 variedades diferentes, que se diferem tanto em coloração, quanto em comportamento. Todavia, no Brasil, grande parte de sua fama se dá pela habilidade que tem de correr atrás dos humanos, causando situações um tanto engraçadas.

Ganso africano (foto: https://www.flickr.com/photos/guiperesfl/4918304284)

 

Descrição

O ganso tem coloração que varia do branco, podendo passar pelo cinza, e até mesmo pelo marrom; possui tamanho médio entre 65 cm, podendo chegar a mais de um metro, e, em cativeiro, pode chegar a viver mais de 15 anos. É um animal aquático, e, embora prefira estar em ambiente terrestre, possui algumas adaptações à vida na água. Dentre essas adaptações, vale ressaltar que possui membrana interdigital, de modo a facilitar sua natação; além disso, por ser uma ave, possui a glândula uropigiana, isto é, uma glândula produtora de muco para impermeabilização das penas, evitando assim, que o contato da água danifique sua plumagem.

Como vivem?

Em termos gerais, as espécies de ganso vivem em bandos, e são animais muito companheiros. Como são aves migratórias, possuem grande força física, que faz com que estes animais possam voar em uma velocidade de 60 km/h; nessa velocidade, podem percorrer mais de 1500 km por dia. Durante essa migração, geralmente ocorre a formação em V, sendo que o líder vai à frente, e há grande estímulo mútuo para que não haja desânimo durante a viagem.

Ganso (foto: https://novonegocio.com.br/criacoes/como-montar-uma-criacao-de-gansos/)

São animais muito leais entre si, sendo que cada ganso possui um único parceiro até a morte; também são muito leais a humanos, o que fez com que sua adoção como animal de estimação ganhasse certa popularidade. No que se refere ao acasalamento e reprodução, a fêmea pode colocar até 5 ovos que são chocados num intervalo de 30 dias. O macho, muito leal, assume postura protetora, tanto em relação à fêmea, quanto em relação aos filhotes.

De hábito herbívoro, o ganso frequentemente se alimenta de sementes, mas também se aventura a comer alguns invertebrados, como algumas minhocas. Quando criado em cativeiro, além de hortaliças e frutas, é comum o oferecimento de ração para melhor desenvolvimento do animal; tal confinamento tornou-se bastante comum para obtenção da carne e da plumagem desses animais.

Quando criado ao ar livre, deve-se ter cuidado com certos animais que podem ser seus predadores; isto inclui algumas espécies de corujas, raposas e até mesmo guaxinins.

Be the first to comment on "Ganso, animal aquático comum nas roças de várias regiões"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.