Aranha-armadeira, uma das mais comuns e perigosas do Brasil

A aranha-armadeira (Phoneutria nigriventer), também conhecida como aranha de bananeira, é uma das espécies mais venenosas existentes no Brasil. Distribuída principalmente nas regiões centro-oeste, sudeste e sul, ela também ocorre em outras partes da América do Sul e da América Central. E, justamente por essa distribuição bastante ampla, deve-se tomar cuidado com esse artrópode belo, mas bastante perigoso.

Aranha-armadeira (foto: https://domtotal.com/noticias/detalhes.php?notId=336396)

Descrição

Assim como as demais espécies de aranhas, a aranha-armadeira é um artrópode, pertencente ao subfilo Chelicerata; o qual compreende animais que possuem as quelíceras para auxiliar na função de predação. Dentro desse subfilo da zoologia, existe a classe Arachnida, que compreende alguns animais, como o escorpião-amarelo, o opilião; e a ordem Araneae, onde encontramos as belas e normalmente perigosas aranhas.

Desse modo, assim como as demais aranhas existentes, a aranha de bananeira caracteriza-se pelo corpo divido em cefalotórax e abdome; não apresenta antenas, possui 8 patas e um par de quelíceras. Sua coloração normalmente é amarronzada, podendo ser acinzentada, e, em alguns casos, possui uma coloração mais alaranjada. Seu tamanho médio gira em torno de 4 cm; mas pode chegar a mais de 10 cm em sua posição de defesa.

Aranha de Bananeira (foto: https://br.pinterest.com/pin/344525440217666309/)

Como vive a Aranha-armadeira?

Essa espécie tem hábito normalmente crepuscular ou noturno, quando fica mais ativa para conseguir suas presas. Por ser uma espécie que é encontrada frequentemente em locais escuros, dentro de casa, ou em bananeiras e troncos de árvores, ela consegue se camuflar relativamente bem, o que contribui para o aumento de risco de acidentes. Todavia, caso não seja ameaçada, é uma espécie que se alimenta predominantemente de invertebrados; tais como gafanhotos, baratas, e outros insetos.

Em caso de ameaça, a aranha-armadeira deve estar preparada para matar ou morrer. Desse modo, assume uma posição de defesa que lhe confere seu nome: ela levanta as patas anteriores, armando-se ao expor suas quelíceras, ficando apoiada somente nas patas traseiras. Sendo assim, tome muito cuidado ao encontrar uma representante do gênero Phoneutria, principalmente se estiver em posição de defesa ou ataque.

Aranha-armadeira (foto: http://blogdascoisassg.blogspot.com/2015/10/aranha-armadeira.html)

Acidentes com Phoneutria

Os acidentes envolvendo as diferentes espécies de aranhas-armadeiras são bastante frequentes; principalmente entre os meses de abril e

maio, que é a época de maior atividade reprodutiva. Seu veneno é bastante tóxico, e, em casos mais graves pode levar à morte. Dentre os sintomas característicos da picada de uma aranha-armadeira, pode-se citar: dor intensa, vômito, febre, suor, complicações cardíacas e respiratórias. Desse modo, ao sofrer um acidente envolvendo essa espécie, busque socorro o mais rápido possível em um hospital.

Aranha-armadeira e seu potencial terapêutico

Uma curiosidade bastante interessante consiste no fato de que, embora seja extremamente perigosa, essa espécie de aranha vem sendo muito pesquisada. Isso porque seu veneno parece ter propriedades terapêuticas, as quais estão em estudo para serem utilizadas no tratamento de algumas doenças, tais como taquicardia e isquemia de retina.

Be the first to comment on "Aranha-armadeira, uma das mais comuns e perigosas do Brasil"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.