A história do licor, bebida alcoólica repleta de lendas e mistérios

Rate this post

O licor é uma bebida alcoólica preparada à base de diferentes frutas, cuja história remete a lendas, bruxarias, muitos experimentos e imaginação. Ideal para acompanhar deliciosos petiscos nas diferentes estações do ano, essa bebida é uma das mais frequentemente encontradas em bares; seja para ser consumida pura, ou para acompanhar deliciosos drinques, ofertando-lhes sabores e aromas inigualáveis. Que tal conhecer um pouco mais sobre a história dessa saborosa bebida?

Licor de Jabuticaba (foto: www.guiadacozinha.com.br)

Lendas e bruxarias

Reza a lenda que uma jovem, desprezada por um rapaz por quem estava apaixonada, após tentar reconquistá-lo de diversas maneiras, decidiu se aventurar preparando uma poção com frutas e ervas finas, de sabor adocicado e grande capacidade afrodisíaca. Não se sabe se, após oferecê-la ao rapaz, este foi reconquistado; mas sabe-se que a moça obteve sucesso na criação de uma bebida que hoje conhecemos como licor.

Mas não é só essa história que se tornou famosa em relação à criação dessa bebida. Existe também uma história relacionada às bruxas, capazes de preparar uma bebida com o objetivo de unir os casais mais apaixonados; de sabor adocicado, e preparada à base de frutas adocicadas. Ou seja: independentemente da lenda, a relação do licor com a paixão e o amor, é uma relação que não se pode negar.

Licor de Chocolate (foto: https://content.paodeacucar.com/prazer-de-comer-e-beber/licor-de-chocolate-caseiro)

A história do Licor

Além das lendas, os registros históricos também nos ajudam a compreender um pouco mais sobre a origem dessa bebida. Desse modo, segundo os registros, por volta de 800 anos antes de Cristo, os chineses já possuíam o hábito de degustar uma bebida destilada feita à base de arroz; e alguns países europeus produziam uma bebida que se assemelha bastante ao licor conhecido atualmente.

Contudo, foi no século X que a obtenção de álcool por destilação e fermentação impulsionou o desenvolvimento de bebidas alcoólicas, e consequentemente do licor. Isso porque, a partir deste século, iniciou-se a extração de alguns princípios aromáticos de plantas por meio da maceração do álcool. Desse modo, alguns medicamentos foram criados, dentre estes, os licores, que eram utilizados para o tratamento de alguns males da época.

Ao longo da Idade Média, e posteriormente, do Renascimento, os licores foram sendo aperfeiçoados, principalmente pelos monges; os quais, ao pesquisarem propriedades e sabores de diversas plantas, possibilitaram o surgimento de licores diversos, preparados com amêndoas, mel, e ervas finas.

Ao longo dos anos, a fabricação de licores foi se aperfeiçoando, principalmente com o desenvolvimento de técnicas mais sofisticadas de destilação; e a Europa tornou-se um dos expoentes da fabricação mundial de licores.

Já no Brasil, os licores tiveram uma produção mais artesanal nos tempos coloniais; quando as mucamas dos senhores de engenho, dotadas de grande habilidade culinária, desenvolveram sabores que são populares até hoje; e cuja produção artesanal é realizada ainda em muitos locais do país, mantendo a tradição e o sabor incomparável.

Be the first to comment on "A história do licor, bebida alcoólica repleta de lendas e mistérios"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.