Brevidade de araruta, tradição gastronômica do sudeste

Brevidade (foto: Evandro Marques - www.coisasdaroca.com)

Brevidade (foto: Evandro Marques – www.coisasdaroca.com)

A brevidade é uma iguaria que já foi muito comum na região sudeste, principalmente na casa das avós, que viviam principalmente na zona rural das cidades. É um alimento que se assemelha muito ao pão, e cujas origens remontam o século XIX, na Angola, onde as quitandas eram muito comuns. Com a vinda dos povos africanos para o Brasil, essas iguarias foram trazidas, e, como havia fartura de ingredientes principalmente na região de Minas Gerais, Bahia e São Paulo, as brevidades foram tomando forma e espaço na cultura brasileira.

Essa iguaria gastronômica é bastante peculiar por se parecer tanto com um bolo, quanto com um pão, seja na massa, bastante dura e quebradiça; quanto no sabor, o qual é um pouco indefinido, bastante doce, um pouco frutado, que lembra a infância de quem o experimenta.

Brevidade de Araruta

Esse prato, por ser feito à base de polvilho, pode ser feito tanto com polvilho doce, quanto com araruta, que era uma forma bastante conhecida. O polvilho de araruta é um pó muito fino, obtido da planta que confere seu nome. Essa planta é originária das Américas e possui diversas propriedades medicinais; contudo, sua utilização na indústria foi substituída pela mandioca, por ser de mais fácil extração e

Brevidade de araruta (foto: Ângela Quinelato – www.coisasdaroca.com)

utilização.

Como fazer brevidade de araruta?

Ingredientes:

  • 6 ovos;
  • 250 gramas de açúcar;
  • 500 gramas de polvilho de araruta;
  • raspas de 1 laranja ou de 1 limão.

Modo de preparo:

Primeiramente, separe as claras das gemas, e bata as claras na batedeira até atingir ponto de pico (bem durinha, e não se movimenta ao virar a vasilha). Misture as gemas na clara em neve e bata bem. Adicione o açúcar e continue batendo com a batedeira. O segredo para que a brevidade fique fofinha é bater bem. Logo após, adicione os 500 gramas de araruta e misture bem. Nesse ponto, a massa estará bastante pesada, e deve ser bem mexida para garantir que sua brevidade fique deliciosa. Adicione as raspas da laranja, misture e leve ao forno durante cerca de 30 minutos, ou ao espetar o garfo, este deve sair limpo.

A receita original não leva fermento, e nem óleo, mas caso necessário, unte o recipiente com bem pouco óleo, para evitar grudar ao desenformar.

Be the first to comment on "Brevidade de araruta, tradição gastronômica do sudeste"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.