Chifre-de-veado, planta ornamental de beleza peculiar

Se você busca por plantas ornamentais para decorar sua casa, com certeza já deve ter se deparado com o chifre-de-veado, planta muito utilizada em jardins verticais. Conhecida pela beleza peculiar de suas folhas, que lembram chifres de cervídeos, como do veado-mateiro, a espécie Platycerium bifurcatum também desperta a curiosidade de muitos admiradores por sua versatilidade na decoração.

Chifre-de-veado (foto: Bigstock)

Características gerais da espécie

A planta chifre-de-veado é uma espécie de planta vascular que faz parte da família botânica Polypodiaceae, e por isso, é comumente chamada de “parente das samambaias”. Assim como as belíssimas bromélias e orquídeas, essa espécie é uma epífita, ou seja, uma planta que vive sobre uma outra, sem prejudicá-la, de modo a conseguir maior luminosidade. Mas, vale ressaltar também que o chifre-de-veado também pode ser utilizado na decoração não somente em troncos de árvores, mas também em vasos ornamentais.

Em relação à sua morfologia, essa planta é bastante interessante, visto que, as partes visíveis se resumem basicamente a 2 tipos de folhas: folha estéril e folha vegetativa. A folha estéril é a folha que se localiza na base da planta, aderida ao substrato, caracterizada por um formato mais arredondado e uma espessura mais fina, com coloração que vai variando para tons mais amarronzados. Além de atuar na sustentação da planta, ela contribui para a absorção de água e de nutrientes.

Já a folha vegetativa é a que mais chama a atenção na espécie, a qual é mais espessa a larga, com bifurcações que lembram o chifre que deu origem ao nome popular dessa bela planta. Nessa folha, na face inferior (face abaxial) surgem pequenas estruturas marrons chamadas de soros, onde se encontram os esporângios, ou estruturas responsáveis pela produção de esporos.

Vale ressaltar também que, embora a folha estéril possa parecer ressecada por apresentar uma coloração amarronzada, é importante que esta folha nunca seja removida, visto que ela é de grande importância para a fixação da planta no substrato.

Chifre-de-veado epífita (foto: GettyImages)

Como cuidar do Chifre-de-Veado?

Por ser uma planta originada da Oceania, onde o clima se caracteriza por ser subtropical, o chifre-de-veado gosta de ambiente úmidos, com menos sol, e onde há pouca circulação de vento. Mas, além disso, o ideal é que, caso a planta seja fixada em um vaso, o substrato deve ser bem drenado, e preferencialmente fibroso, não havendo necessidade de utilizar terra.

Com relação à rega, o ideal é que seja feita de duas a três vezes por semana, a depender do clima local; a planta deve ser mantida sob meia sombra, de modo que não haja exposição ao sol direto, que é capaz de comprometer a saúde de suas folhas; mas haja uma certa luminosidade nos períodos de início da manhã e final da tarde. Desse modo, caso haja a escolha por cultivá-lo sobre o tronco de uma árvore, deve-se escolher uma espécie com a copa mais aberta para facilitar a chegada de luz e umidade às suas folhas.

Por fim, uma curiosidade bem legal sobre essa espécie é que ela apresenta alguns pelinhos nas folhas, que são frequentemente confundidos com poeira, e que não devem ser retirados. Além disso, trata-se de uma espécie tóxica, devendo ser mantida longe de crianças e de animais domésticos; e que, por não ser do grande grupo das angiospermas, não produz flores em nenhuma estação.

Platycerium bifurcatum (foto: Krzysztof Ziarnek, Kenraiz – https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Platycerium_bifurcatum_kz01.jpg)

Be the first to comment on "Chifre-de-veado, planta ornamental de beleza peculiar"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.