Pseudoescorpião, curioso animal das roças brasileiras

O pseudoescorpião é um animal invertebrado, pertencente ao filo zoológico dos Artrópodes, dentro do qual estão insetos, aracnídeos e os crustáceos. Classificado como um aracnídeo, classe à qual pertencem outros belos animais como as aranhas caranguejeiras, escorpiões e carrapatos, o pseudoescorpião é um animal bastante peculiar, que pode ser encontrado em diversas localidades.

Pseudoescorpião (foto: https://www.istockphoto.com/)

Descrição do pseudoescorpião

Este animal, por ser um aracnídeo, possui algumas características básicas, como ausência de antenas, presença de 8 patas e ausência de antenas; além disso, possui o corpo dividido em cefalotórax e abdome. O pseudoescorpião, geralmente, apresenta um tamanho em torno de 0,5 cm, e é um exemplo de um dos animais mais antigos do planeta Terra.

Outra característica bastante interessante consiste no fato de que, assim como aranhas e ácaros, o pseudoescorpião possui glândulas produtoras de seda; esta é utilizada principalmente para construção de ninhos, proteção em época de muda, além de auxiliar na proteção dos filhotes.

Escorpião X Pseudoescorpião

Vale ressaltar que esse animal não é chamado de falso escorpião em vão. Assim como as espécies de escorpião, todas as espécies de pseudoescorpião possuem o corpo semelhante ao de um escorpião verdadeiro; desse modo, possuem as duas pinças características, chamadas de pedipalpos, que auxiliam na manipulação do alimento, que foi capturado pelas quelíceras.

Contudo, o falso escorpião não possui a região conhecida como metassoma, que consiste na parte final do corpo de um escorpião verdadeiro. Desse modo, não possui a cauda com o télson e o aparelho inoculador de veneno, o que diferencia esses animais. Todavia, vale ressaltar que é um animal produtor de peçonha.

Como vive o pseudoescorpião?

Esse animal é comumente encontrado em pedras, cascas de árvores e locais escuros como cavernas; alimenta-se de larvas de insetos, outros pequenos invertebrados, sendo, portanto, carnívoro. As espécies de pseudoescorpião tendem a procurar suas presas em bando, o que evidencia um certo comportamento social nesse grupo de animais; além disso, quando a presa é encontrada, é comum que a prole seja a primeira a se alimentar.

Pseudoescorpião (foto: https://naturezaterraquea.wordpress.com/)

Contudo, pesquisas recentes apontam que pode ocorrer canibalismo; este ocorre em situações de fome, em que as fêmeas se deixam ser comidas pelos filhotes para que esses não morram desnutridos. Porém, também pode ocorrer o contrário: fêmeas mais jovens, que ainda podem ter mais filhotes, em casos de necessidade, se alimentam da própria prole para não morrer de fome.

Além disso, outro comportamento interessante desses animais consiste na foresia; isto significa que é muito comum um pseudoescorpião subir em outro animal como forma de se transportar para longas distâncias. O animal de carona pode ser um besouro, ou até mesmo uma borboleta, desde que leve o aracnídeo a seu destino final.

Be the first to comment on "Pseudoescorpião, curioso animal das roças brasileiras"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.