Apeiba, diversidade de utilidades para a indústria e artesanato


Apeiba (Apeiba tibourbou Aubl.) é uma planta nativa da América do sul, sendo encontrada nas regiões norte e centro-oeste do Brasil. É denominada popularmente por vários nomes tais como Pau-Jangada; Pente-de-Macaco; Cortiça, no estado do Pará; Embira-Branca; Escova-de-Macaco e Jangadeira.

Cultivo da Apeiba

É uma árvore de médio porte, de clima tropical, que alcança entre 10 e 15 metros de altura. Seu tronco possui aproximadamente 40 cm de diâmetro quando adulto. Adapta-se em regiões mais quentes e com menos frequência de chuvas.

Possui flores solitárias amareladas, que aparecem de dezembro a junho. Seus frutos são em forma de cápsula, envolvida por um película com espinhos moles, que remetem à forma de ouriço. Propaga-se pela dispersão das sementes ou pela produção de mudas.

Finalidades da Apeiba

A madeira é empregada na fabricação de jangadas, pequenas embarcações e para a produção de pasta celulósica, amplamente utilizada na confecção de papel.  A casca fornece material para confecção de variadas espessuras de cordas.

A árvore possui folhagem muito decorativa, que poderá ser incluída em projetos de paisagismo, principalmente na arborização de praças e avenidas. Ela possui rápido crescimento, podendo ser aproveitada para o reflorestamento de áreas degradadas de preservação permanente.

Apeiba ( foto fonte http://arvoresdaufmt.wixsite.com/campusbosques/apeiba-tibourbou-1)

Apeiba ( foto fonte http://arvoresdaufmt.wixsite.com/campusbosques/apeiba-tibourbou-1)

Apeiba (foto fonte http://arvoresdaufmt.wixsite.com/campusbosques/apeiba-tibourbou-1)

Apeiba (foto fonte http://arvoresdaufmt.wixsite.com/campusbosques/apeiba-tibourbou-1)

Be the first to comment on "Apeiba, diversidade de utilidades para a indústria e artesanato"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*